| home | artigos | atendimentos | cabala | como chegar | contato | cursos | currículo | emailflorais | links | reiki | textos |

| a kabbalah é baseada na religião? |

Esta é uma questão delicada. Definitivamente a Kabbalah se relaciona com a Bíblia e com os textos sagrados de todas as religiões. É uma sabedoria cósmica e pertence a todas as nações, sem diferença de religião, raça, nacionalidade ou qualquer outra separação. A pura Kabbalah é universal e pertence a todos os seres humanos. O problema da religião não é a religião em si, mas o modo como as pessoas se utilizam dela, a explicam baseada no medo, na fé cega, usam a religião como justificativa para atos de fanatismo, atentados ou suicídios em nome de Deus, Jesus ou Alá.

O que se vê através da história é que os kabbalistas eram pessoas diferenciadas, ligadas com o espiritual. Transcenderam sua forma física e conectaram-se com a sabedoria cósmica universal. Para alcançar essa consciência cósmica, tiveram que se purificar de todas as doenças, não físicas, mas "doenças mentais": ódio, inveja, auto-destruição e destruição dos outros. Avançaram no preceito "amarás ao próximo como a ti mesmo", que todos nós conhecemos e aceitamos, mas temos dificuldade de colocar em prática no nosso dia a dia.

Esta é a principal condição que qualquer pessoa precisa ter para aprender Kabbalah. Isso não se alcança de repente, mas aos poucos, na medida em que se começa a usar esse preceito na vida diária do cotidiano.

Podemos ler livros e livros, matérias e artigos sobre Kabbalah, mas sem a prática diária não se alcança a sabedoria. Ser sábio e espiritualizado não significa ser pobre, não ter família, ou ter uma vida difícil e ruim. Ser espiritualizado significa ser capaz de trazer toda a sabedoria para o dia a dia, aplicando-a nas situações rotineiras pelas quais passamos todos os dias.

Rabino Joseph Saltoun